Arquivos da categoria: educação on-line

ESL games

Que tal praticar e/ou aprender inglês por meio de jogos? Há inúmeros sites gratuitos com os mais variados tipos de jogos para se aprender e/ou praticar inglês. Evidentemente, cada jogo é feito pensando em determinada faixa etária, em um nível e em habilidade de inglês específicas. Além disso, os jogos podem ter os mais diversos tipos de objetivo (ex. certo/errado, missão, pontuação, estágios etc.). Fica difícil, portanto, indicar qual o melhor ou qual jogo é mais adequado sem se levar em conta os fatores exemplificados aqui bem como o próprio gosto do aprendiz.

De qualquer forma, é sempre bom aproveitar e testar suas habilidades linguísticas usando essa forma interativa, automatizada e disponível on-line gratuitamente. A título de exemplo, apresento a seguir algumas sugestões de games.

Word-based Games for ESL Students – muitas opções (matching, speed, jig-saw) para a prática de vocabulário (prefixes, suffixes, homonyms, opposites, irregular plurals/verbs, word forms etc.).

Audio Concentration/Memory Games – coleção de jogos de memória entre outros para se treinar a compreensão oral em inglês. vários exercícios com minimal pairs (i.e. distinção entre sons similares em inglês).

Connect Fours – Como já diz o nome desse jogo, você deverá conectar quatro termos em sequência. Para isso, você deve clicar nas palavras que pertencem a uma mesma categoria ou família. A cada 4 termos clicados corretamente, o sistema confirma a sequência e você ganha pontos. Acesse um exemplo desse jogo, que explora o vocabulário de itens de casa: Home vocabulary

Map Treasure Hunt – Localize locais no mapa seguindo as dicas ou fatos descritos. Exemplo: A German Capital – find the capital of Germany. Modern World History Revision (20 Missions). Use the clues to help you find the secret locations. The closer you have to ‘zoom in’, the more gold coins you win. Compare your scores to other people on the leaderboard as you make progress!

Irregular Verb Wheel Game – Gire a roleta para testar seu conhecimento das formas irregulares dos verbos em inglês. Mas, seja rápido pois o tempo é curto! De quebra, você será testado nas outras formas comuns de verbos em inglês tais como ‘infinitive’, ‘presente simple’, ‘ing participle’, ‘past participle’ etc.

Curso grátis de inglês básico

ALISON é uma comunidade on-line que oferece cursos gratuitos. Um deles é o ‘Gramática da língua inglesa’, nível iniciante. O curso é interessante, pois incluí recursos como vídeos e áudios para contextualizar explicações e exemplos dados durante os módulos.

Como eu já disse em outros posts, a participação nesse tipo de curso pode ajudar o aprendiz na aquisição do idioma estrangeiro. Evidentemente, há várias limitações, mas esse formato é dinâmico, interativo e torna-se uma boa opção para os adeptos do mundo on-line (i.e. recursos informatizados).

Agora, se você quer uma aprendizagem e aquisição do idioma estrangeiro mais rica, mais dinâmica e autêntica, procure um curso com uma abordagem mais holística, integral e conduzido por profissionais bem preparados e capacitados. TopSkills oferece tudo isso além de um acompanhamento personalizado! (link para curso on-line da ALISON).

 

Menino aprende inglês usando apenas computador

Jimmy Calí, um menino de 12 anos de idade, aprendeu inglês usando um computador. Neste vídeo, Matt Dalio, fundador da Care Foundation e líder de produtos na Endless Mobile, conversa com Jimmy, que explica que a partir do momento que teve acesso a um computador, ele começou a usar aplicativos como Duolingo, Skype, Whatsapp etc para aprender e praticar inglês.

De fato, além de esforçado, o menino declara que adora ler livros e jogar video games. Ele também aprende programação assistindo às vídeo aulas da Khan Academy.

Esse relato é mais um exemplo que determinação, dedicação e esforço são fundamentais para se aprender qualquer coisa, inclusive inglês!

via What
happens when a billion people get computers? | Matt Dalio & Jimmy Calí | TEDxUFM – YouTube
.

Educação on-line levada a sério

Semana passada, participei do V Congresso Internacional de Tecnologia Educacional da ABT ministrando o mini-curso Planejamento Teórico e Prático das disciplinas no Ambiente Virtual de Aprendizagem na modalidade de educação a distância.

Neste post, além de disponibilizar o pequeno Guia Mini-curso Moodle fornecido aos participantes, eu gostaria de listar outros recursos disponíveis on-line. Ao final, relato também outras questões levantadas durante o treinamento.

– Há dezenas de cursos e portais de educação online:

http://themindunleashed.org/2014/07/12-dozen-places-educate-online-free.html

– Cursos prontos para serem ‘baixados’ e importados para sua própria plataforma Moodle:

http://moodleshare.org/

https://moodle.net/?downloadable=1&submitbutton=Search+for+courses

855 Moodle-based Open Courses, #OER

Como declarei, apesar do objetivo do mini-curso ter sido mostrar a prática de implementação e criação de um curso on-line usando a plataforma Moodle, muito da discussão girou em torno de questões cruciais sobre como estudar e aprender on-line. Uma dessas questões é a avaliação. Como avaliar on-line? Mais sério ainda: como garantir que os participantes de um curso on-line têm de fato o desempenho que eles demonstram nas diversas atividades on-line?

Essas perguntas acabam por se tornar centrais a todos que pensam, seriamente, na questão da autenticidade, do plágio, da garantia de que o participante que faz um exame on-line é o mesmo participante que receberá a nota ou a aprovação. Dito de outra forma:

– O ensino on-line, como tem sido feito em várias instituições, realmente substitui o ensino presencial?

– As tarefas avaliativas, como provas e trabalhos, são coerentes com o conteúdo proposto e devidamente avaliadas? Por quem?

– Como aplicar exames e testes a distância?

– Como saber, de fato, quem fez o quê em um AVA?

– É válido dar créditos acadêmicos em cursos tipo ‘MOOC’, repletos de atividades coletivas e sem rigoroso procedimentos de verificação de autenticidade?

Evidentemente, por uma perspectiva crítica e acadêmica, há muito o que se fazer para garantir ensino sério e de qualidade na modalidade on-line.

Em minha tese de doutorado, especificamente na discussão de resultados, eu apresento uma visão crítica sobre o ensino on-line praticado de forma coletiva e gratuita, inclusive com a doação de créditos acadêmicos.